Você sabe qual será o consumo de seus produtos nos próximos meses?

Você sabe qual será o consumo de seus produtos nos próximos meses?
Conteúdo

Entender qual é o consumo futuro de produtos das indústrias que realizam vendas indiretas é uma forma de se antecipar às alterações de um mercado volátil e ajustar sua produção para esta demanda esperada. Não é à toa que, cada vez mais, o processo de Previsão de Demanda ganha adeptos no contexto corporativo.

E não é por menos: entender o consumo de produtos é essencial para que a indústria planeje toda a sua operação, ou otimize sua logística e ajuste seus estoques em pontos estratégicos da cadeia produtiva. Porém, engana-se quem pensa que esse é um processo simples. Além da necessidade de cálculos complicados, é necessário analisar um grande volume de dados de forma assertiva.

Assim, unindo as informações internas mais as trazidas de indicadores externos e dados dos seus distribuidores, é possível entender qual o consumo de produtos e realizar a melhor previsão de demandas.

Mas, na prática, como fazer isso?

Para te mostrar um dos caminhos e uma das melhores soluções para esse problema, criamos esse conteúdo. Que tal aprender mais sobre o assunto? Basta continuar a leitura!

A necessidade de entender o consumo de produtos e prever a demanda

O mercado de hoje é extremamente volátil e dependente das tendências que norteiam a vontade do consumidor. Para as indústrias com vendas indiretas que tomam decisões baseadas apenas em dados de sell in, o desafio de entender o consumo de produtos é ainda mais complicado. Nesse caso, elas se veem diante de um processo de previsão de demanda que leva em conta dados pouco assertivos.

A organização dessas informações também tende a ser descentralizada, em planilhas ou documentos de texto. No entanto, a dúvida que fica é: como realizar a correta previsão de demandas se a empresa e o responsável pelo processo possui uma fonte de dados tão limitada?

Isso é algo a se considerar, visto que entender o consumo de produtos é uma atividade puramente analítica. Além disso, falamos de uma parte essencial do sucesso do Planejamento de Operações e Vendas (S&OP), servindo de ponto de partida para que o planejamento operacional seja realizado.

Porém, sua realização depende da qualidade e da diversidade de dados disponíveis. É necessário, nessas horas, que o responsável possua proximidade com todas as áreas do negócio.

Afinal, se há uma verdade nesse tipo de negócio, é que as ações devem ser muito bem coordenadas. E claro, isso significa que existe uma integração — muitas vezes básica, lembre-se — de dados entre o fabricante e os seus canais de distribuição.

Mas é o bastante?

Pense na realidade da sua indústria.

Quantas vezes o número previsto de demandas prejudicou sua produção por apresentar um índice que não era o real? Bom, é evidente que muitas empresas se preparam para alterações no meio do caminho, mas ainda assim falamos de recursos extras utilizados, que significam custos para o seu negócio.

No entanto, e em meses em que não há como se manter à par da demanda imprevista? Aí o impacto vai diretamente para a imagem (e para caixa) do negócio.

O maior problema: análise independente de informações 

No fim das contas, o principal “vilão” de situações assim não é nem o gap informativo que há entre as indústrias e seus distribuidores, por exemplo. A separação é algo natural, ainda mais em um mercado em franca evolução como o brasileiro. (Onde os processos são independentes e, só agora, começam a ser pensados de forma integrada).

O problema é a falta de integração de dados. Ao depender de uma análise independente de informações, é fácil que o resultado de uma previsão destoe da real demanda do mês seguinte. É um método arcaico, mas realizado por várias empresas.

Depois de integrados os dados, ainda falta um componente essencial que é processamento deste enorme volume de informações e sua interpretação e sem o uso de inteligência artificial não teríamos tempo hábil para processar e utilizar esta informação para ajustes na estratégia.

O que falta, para muitas empresas, é uma solução de inteligência artificial, como o Forecast de Demanda, que é uma forma de coletar dados internos e externos precisos, tratar estes dados em uma plataforma robusta em cloud e usar algoritmos de rede neural para prever o consumo de produtos por região, produto e perfil de cliente com uma assertividade de mais de 90%

O Forecast de Demanda é uma plataforma de inteligência artificial que cobre todos esses gaps que mencionamos acima, funcionando como uma solução avançada para o seu negócio entender o consumo de produtos.

Preveja a demanda de seus produtos: o potencial do Forecast de Demandas

O grande problema para a maioria das empresas que buscam fortalecer seu processo de previsão de demanda é: “como processar todos os dados que tenho à disposição?”.

E esse é um desafio velado da área planejamento da produção. Por mais que uma empresa se adeque às exigências do mercado e modernize sua operação, a coleta de dados só vai valer a pena se eles — em sua maioria — puderem ser processados. Ou seja, transformados em informação que gere insights valiosos para o seu negócio. É justamente a proposta da Forecast de Demanda!

Com a solução desenvolvida pela Implanta, a indústria consegue se antecipar à expectativa de consumo, entendendo o que e quanto os agentes da sua cadeia produtiva podem comprar de seu produto.

Tudo de forma exata, baseada em dados reais, com auxílio da mais alta tecnologia, como Inteligência Artificial e Machine Learning.

O Forecast de Demanda é uma solução robusta, capaz de abraçar o grande volume de dados gerados por e para sua organização.  Que tal se colocar à frente da concorrência, medir com assertividade e eficiência suas demandas e planejar com exatidão os próximos passos da sua indústria? Então entre em contato com a Implanta IT e entenda como o Forecast de Demanda e toda suíte de soluções de inteligência de dados pode ajudar seu negócio!

Procurando um especialista?

A Implanta tem soluções para integrar e analisar os dados da sua cadeia produtiva, revelando as melhores oportunidades de negócio.

Conteúdo Exclusivo

Assine a nossa newsletter

pt_BRPortuguês do Brasil